18.12.16

Dia da Honestidade

Era um daqueles dias em que acordamos e sentimos automaticamente que o mundo está de pernas para o ar, está tudo errado, nada parece certo. As ruas estão feias e as pessoas do avesso.
Mas o que se passa? Pessoas completamente trocadas, o dentro para fora, o fora para dentro, com as entranhas à mostra sem vergonhas, sem arrependimentos. Pessoas que preferem estar mal acompanhadas do que sozinhas, pessoas que vendem a alma por cêntimos. Tristeza em todos os sorrisos, corações sem todos os pedaços...
O carácter define-se pela maneira como tratamos alguém que não nos pode dar nada. Hoje as pessoas mostraram o seu interior e eu não vejo carácter em nenhuma delas. Hoje foi o dia da honestidade, o dia em que o orgulho e o respeito caíram no chão e não houve barulho. Não houve olhares a pousarem nestas duas importantes coisas nem pessoas a correrem para apanhá-las, Não houve chamada de atenção, não houve 'Olhe desculpe, deixou cair a sua alma'; Não foi dada qualquer tipo de importância a algo tão importante.
E hoje sou triste, porque sou honesta. Porque ando a correr e a apanhar os pedaços de coração de outras pessoas, cujas caixas torácicas não os conseguiram sustentar por qualquer razão. Hoje sou triste porque o meu coração caiu e ninguém o apanhou, porque as minhas entranhas estão à mostra e ninguém as consegue ver porque estão todos preocupados a olhar para as suas, para aperfeiçoá-las porque outro alguém as pode ver. Hoje sou triste porque vários pedaços do meu coração caíram e houve barulho, houve gritos, choros e só eu é que os ouvi.
Mas amanhã, quando acordar, o mundo vai estar direito, vai estar tudo certo, o dentro, dentro e o fora por fora e ninguém vai perceber que pedaços de corações estão trocados ou até que pedaços faltam. Vão existir pessoas a sentir coisas que outras deviam sentir e pessoas sem sequer sentir, ninguém vai perceber que lhes falta a dignidade ou o respeito, ninguém vai ver entranhas alheias, ver coisas que não querem ver, coisas que sinceramente não lhes interessa minimamente.
Quantos dias de Honestidade nos falta viver? São 24 horas tão longas, cansativas.
Tenho que parar de nomear dias.

Sem comentários:

Enviar um comentário